sábado, 6 de março de 2010

Creia em Jesus como Deus verdadeiro

Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes, provai os espíritos se procedem de Deus, porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo fora. Nisto reconheceis o Espírito de Deus: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus; pelo contrário, este é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que vem e, presentemente, já está no mundo. Filhinhos, vós sois de Deus e tendes vencido os falsos profetas, porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo. Eles procedem do mundo; por essa razão, falam da parte do mundo, e o mundo os ouve. Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus nos ouve; aquele que não é da parte de Deus não nos ouve. Nisto reconhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro. (1Jo 4.1-6)

Existem muitos evangelhos sendo pregado nos dias de hoje, tantos, que até fica difícil para alguém ter que escolher um dentre tantos. Isso acontece devido ao surgimento de muitos falsos profetas nos dias de hoje, que movidos pelo espírito do anticristo disseminam heresias destruidoras a fim de confundir e desviar se possível os eleitos de Deus.



João em sua terceira epístola esclarece que Cristo deve ser pregado de modo claro, e de acordo com a sã doutrina, principalmente aquela que trata da sua entronização neste mundo. Ele explica que há muitos por aí pregando Jesus, porém não confessando que Jesus veio em carne, e assim negando sua divindade, por isso é necessário que aqueles que crêem de fato em Cristo, confessem que Cristo é o verbo de Deus (Jo 1.1), Deus encarnado, o Deus divino-humano, que se despiu de sua glória e veio habitar entre nós cheio de graça e de verdade, e vimos a sua glória, glória como do unigênito do Pai. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele, nada do que foi feito se fez. Nisto reconhecemos se o Espírito é de Deus, diz João.

È amplamente necessário que a igreja se desperte para o dom do discernimento de espíritos, tanto dentro, quanto fora da igreja. Há muitas correntes religiosas que negam ser Jesus o verdadeiro Deus, vejamos algumas delas:

Espíritas – Jesus foi o maior médium, um espírito evoluído e iluminado. O ser mais perfeito que esteve na terra. Os espíritas não acreditam que ele seja Deus, pois afirmam que não há igualdade absoluta entre Jesus e Deus.

Testemunhas de Jeová – Afirmam que Jesus é um ser criado, que antes de vir ao mundo era o Arcanjo Miguel. Ensinam abertamente que ele não é como Jeová.

Islamismo – Jesus o filho de Maria nada mais era do que um mensageiro de Deus. Negam ser ele o filho de Deus, logo também que seja divino. Acreditam que ele seja apenas um profeta menor que Maomé.

Este é o espírito do anticristo que tem semeado tanta confusão na mente das pessoas, roubando-lhes a preciosidade da fé em Cristo Jesus o Deus Todo-Poderoso.

Como diz João, nós somos de Deus e temos vencido o falso profeta. Aquele que é de Deus ouve os que de fato são de Deus. Os que não são de Deus não nos ouvem, pois estes seguem o espírito do erro (do anticristo) e não o espírito da verdade. Se você é de Deus o Espírito fará você discernir se a minha voz é verdade ou mentira.

O Espírito da verdade diz: “Creia em Jesus como Deus verdadeiro”!



Pr. Flavio Muniz









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conteúdo de qualidade

Palavra de Nova Vida - Pr. Flavio Muniz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...