quarta-feira, 3 de março de 2010

Quando a prosperidade é divina

"Propôs-se a buscar a Deus nos dias de Zacarias, que era sábio nas visões de Deus; nos dias em que buscou ao Senhor, Deus o fez prosperar". (2Cr 26.5)

É fácil o ser humano associar prosperidade à riqueza. As propagandas de televisão, o marketing agressivo dos consórcios, os programas que presenteiam as pessoas com inúmeros bens nos revelam isso. As pessoas de um modo geral associam o ter ao ser, quando na realidade o "ter" nem sempre significa o "ser". Pare pra pensar numa pessoa bem rica com muitas posses, mas que devido a uma enfermidade vive na cama sem poder gozar de seus bens, isso é ser próspero? Pense agora nesta mesma pessoa, passando pelo mesmo problema, sendo amada pelo que é, e não pelo que tem, vivendo rodeada pelos filhos, amigos e parentes, podendo viver através deles tudo o que tem. Talvez agora possamos enxergar melhor e dizer que esta pessoa é próspera sim!

Prosperidade pode incluir a riqueza, mas não é a riqueza em si. Podemos dizer que prosperidade é a ausência da necessidade ou um suprimento milagroso e diário de Deus em todas as áreas de nossa vida. Veja que eu disse suprimento e não vaidades pessoais. Muitos andam em busca de vaidades pessoais achando que isso pode transparecer sua prosperidade. Eu posso querer ter bens materiais, satisfazer meus desejos pessoais, o que não posso é achar que isso sempre será a prosperidade vinda de Deus, pois a prosperidade segundo a Bíblia possui um foco além das coisas materiais e visíveis, e parte para as coisas invisíveis e eternas. Prosperidade é um bolo, e não uma parte do bolo. Prosperidade não se expressa em valores, mas nos valores que agregamos a ela.

Baseado em (2Cr 26.1-15) em que o rei Uzias é o personagem principal, podemos retirar algumas lições sobre a prosperidade divina:


1 - A prosperidade divina alcança aqueles que andam retamente em sua presença (2Cr 26.4)

2 - A prosperidade divina é conquistada por aqueles que buscam ao Senhor (2Cr 26.5)

3 - A prosperidade divina se traduz em ajuda quando temos inimigos ao redor (2Cr 26.7)

4 - A prosperidade divina se traduz em fraternidade quando olhamos o bem comum a nós como bem comum ao nosso povo e ao próximo (2Cr 26.10).

5 - A prosperidade divina se traduz em segurança quando confiamos em Deus e tomamos sua direção (2Cr 26.11-15)

6 - A prosperidade divina nos fortalece á medida que cremos que as provisões de Deus não faltarão em hipótese alguma (2Cr 26.8b; 15b)


Que Deus te abençoe rica e abundantemente,
Pr. Flavio Muniz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conteúdo de qualidade

Palavra de Nova Vida - Pr. Flavio Muniz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...