quinta-feira, 4 de março de 2010

Quem são os sete bem-aventurados do Apocalipse? (Mateus 5.1-12)

O que é ser um bem-aventurado?


O termo grego "makários" é traduzido por bem-aventurado no Novo Testamento para descrever o estado de pessoas muito felizes, pessoas benditas, pessoas abençoadas.


Quem são os bem-aventurados?

Os bem-aventurados do Sermão da Montanha são apresentados por Jesus Cristo como sendo os humildes de espírito, os que choram, os mansos, os que têm fome e sede de justiça, os misericordiosos, os limpos de coração, os pacificadores, os perseguidos por causa da justiça. A esses bem-aventurados é que Jesus profere bênçãos como dom da graça divina, e então ele diz que esses: possuem o reino dos céus (por 2 vezes), serão consolados, herdarão a terra, serão fartos, alcançarão misericórdia, verão a Deus, serão chamados filhos de Deus.


Os bem-aventurados são os filhos de Deus!

Entenda isso: é impossível a alguém que não possui o Espírito Santo querer cumprir as bem-aventuranças, pois ele não é filho de Deus, e, portanto não pertence ao Reino de Deus. O propósito principal das bem-aventuranças é descrever o caráter essencial dos cidadãos do Reino de Deus. E o ap. Paulo em Romanos nos afirma que: "... todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus". O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. (Rm 8.14,16).

John Stott comenta Mateus 5:3-12: "As bem-aventuranças enfatizam oito sinais principais da conduta e do caráter cristão, especialmente em relação a Deus e aos homens, e as bênçãos divinas que repousam sobre aqueles que externam estes sinais".

Só o cristão, o filho de Deus, que crê em Jesus como sendo Senhor e Salvador é um bem-aventurado, é feliz, é bendito, é abençoado.

Eu sei que isso soa mal em muitos ouvidos, mas a verdade é que muitos rejeitam a pregação do evangelho, se recusam a dar a Deus toda Glória, são orgulhosos e por isso não se arrependem de seus pecados, são auto-suficientes em não querer fazer a vontade de Deus expressa nas Escrituras Sagradas, e depois querem criticar o fato da Bíblia afirmar que o cristão de fato é bem-aventurado, feliz, bendito e abençoado. Quando Jesus termina o seu discurso sobre as bem-aventuranças, Ele então transmite uma palavra de encorajamento e estímulo aos bem-aventurados: Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus ! Você pode hoje, se tornar um bem-aventurado, um bendito do Senhor, um abençoado. Mas, para isso você vai precisar tomar a decisão mais importante da sua vida, ou seja, receber Jesus em seu coração como único Senhor e Salvador, e isto fará de você um autêntico filho de Deus, nascido do Espírito com o testemunho da Palavra.

Como existem muitos bem-aventurados lendo este pequeno estudo, eu quero fazer uma análise das bem-aventuranças de Jesus não das que estão no sermão da montanha, mas as que estão no Apocalipse, que foram reveladas ao Apóstolo João na ilha de Patmos. Se em Mateus Jesus citou oito bem-aventuranças, em Apocalipse ele citou sete. Número que é comum ao simbolismo do livro.

O livro do Apocalipse apresenta sete bem-aventuranças. E todas elas, são revelações do Apocalipse enfocadas numa perspectiva escatológica, exortando-nos de que "o tempo está próximo". Interessante que a Bíblia fala bastante do número sete, mas só em Apocalipse ele é citado (54 vezes) - Sete na Bíblia é símbolo do que é perfeito e completo.

Apocalipse cita: os sete castiçais de ouro, as sete cartas, as sete estrelas, os sete selos, as sete taças, etc. Por sete vezes se diz que é preciso ouvir "o que o Espírito diz às igrejas". Portanto, o Espírito Santo também fala em sete bem-aventuranças, dando a entender que, para que seu povo, seus filhos, seus discípulos sejam perfeitos e completos, se faz necessário lê-las, ouvi-las e guardá-las para praticá-las em nossas vidas. No entanto, além do Espírito falar em sete bem-aventuranças, também nos mostra sete bem-aventurados!


O Espírito diz às igrejas em (Ap 1:3; 14:13; 16:15; 19:9; 20:6; 22:7; 22:14) quem são os sete bem-aventurados:

O primeiro bem-aventurado é o cristão Devocional!

"Bem-aventurados aqueles que lêem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo." (Ap 1.3)

A Palavra de Deus é a Verdade absoluta, é a revelação escrita de Deus ao homem, é Infalível e inerrante, é ela que transmite toda a vontade de Deus ao homem. Sem ela, não existiria o mundo, a Igreja, o cristão, nem salvação. Todo cristão deve não somente ler, mas também ouvir as coisas que nela estão escritas, pois ler sem ouvir é como ter a tinta sem o pincel, e ouvir sem ler é como ter o pincel sem a tinta. O cristão autêntico sabe que o Dia da volta do Senhor se aproxima, e por isso se apega a Palavra que transmite espírito e vida! O cristão que é bem-aventurado examina e ouve a Palavra de Deus que o pode fazer sábio para a salvação em Cristo Jesus. Na sexta bem-aventurança falarei daqueles que guardam a Palavra.

O segundo bem-aventurado é o cristão fiel!

"Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois suas obras os acompanham." (Ap 14.13)

A Bíblia diz que o último inimigo a ser vencido é a morte. Diz também que preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos seus santos (Sl 116.15). Os incrédulos não são benditos nem em vida, nem na morte. Só quem foi fiel até a morte, morrendo no Senhor são bem-aventurados. Estes não temem a morte e possuem a segurança da vida eterna. Com o adormecer no Senhor, cessam os trabalhos, as canseiras e as angústias, e o descansar no Senhor é sinônimo de felicidade. O que o cristão faz nesta vida pela fé com fidelidade a Cristo, será lembrado na vida eterna. Que coisa linda será contemplarmos os galardões que nos aguardam!

"E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras". (Ap 22.12)

O terceiro bem-aventurado é o cristão vigilante!

"Eis que venho como vem o ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia e guarda as suas vestes, para que não ande nu, e não se veja a sua vergonha." (Ap 16.15)

Cristo repete muitas vezes: Orai e vigiai. No início do versículo, está a razão do porque vigiar: Eis que venho como vem o ladrão. É o mesmo que Pedro diz: "Virá, entretanto, como o ladrão, o dia do Senhor". O ladrão não avisa, ele vem de surpresa. Porém o cristão vigilante sempre está acordado, pronto, de olhos abertos para discernir e ver os sinais dos tempos. Ele não dorme no sono do pecado, não sonha com sua apostasia, não descansa na falta de disciplina e jamais se deixa levar pela distração. Ele está sempre acordado, a chama da fé sempre está acesa, pronto para recepcionar o Noivo, o Senhor Jesus.

"Desperta, ó tu que dormes, levanta-te de entre os mortos, e Cristo te iluminará." (Ef 5.14)

O quarto bem-aventurado é o cristão chamado!

"Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E acrescentou: São estas as verdadeiras palavras de Deus." (Ap 19.9)

O Cordeiro é Jesus Cristo, que tira o pecado do mundo, e que é digno de receber o poder, e riqueza, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e louvor. A ceia das bodas é a mesa posta na vida eterna com o cordeiro como anfitrião. A comunhão será plena entre Cristo e seu povo redimido. Jesus nunca coagiu, nem forçou, nem obrigou alguém a crer nele. Jesus sempre convidou, chamou: Vinde!

"Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo". (Ap 3.20)

O quinto bem-aventurado é o cristão ressurreto!

"Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre esses a segunda morte não tem autoridade." (Ap 20.6)

Todo ser humano nasce em pecado. E quem nasce em pecado, nasce cego, morto espiritualmente e inimigo de Deus. É através do novo nascimento e conseqüentemente o batismo nas águas que ocorre a primeira ressurreição. Estes são aqueles que estavam mortos e ressurgiram para viver em novidade de vida. Estes foram ressurretos pelo poder do Espírito, foram reconciliados com Deus, e livres da culpa e do poder do pecado. É justamente sobre esses que a segunda morte (a morte eterna, punição eterna) não tem autoridade.

O cristão ressurreto é aquele que vive a vida de Deus nele, pois as coisas antigas já passaram e eis que se fizeram novas.

O sexto bem-aventurado é o cristão praticante!

"Eis que venho sem demora. Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro" (Ap 22.7)

Nesta bem-aventurança, o Espírito Santo retoma o conteúdo da primeira: "Bem-aventurados aqueles que lêem e aqueles que ouvem as palavras da profecia e guardam as coisas nela escritas, pois o tempo está próximo." (Ap 1.3). Aqui ele diz: "Bem-aventurado é aquele que guarda as palavras da profecia". A razão para guardar, reter e viver a Palavra de Deus é a mesma: o tempo está próximo! O cristão praticante é consciente de que ser um mero ouvinte e conhecedor das Escrituras não lhe dá condições de construir a sua casa (vida espiritual) sobre a rocha (Jesus). Ele guarda a Palavra no coração para não pecar contra Deus, e não desiste de praticá-la.

Jesus disse: Eis que venho sem demora! Portanto, é preciso perseverar na Palavra até o fim, pois o tempo se aproxima.

O sétimo bem-aventurado é o cristão limpo!

"Bem-aventurados aqueles que lavam as suas vestiduras (no sangue do Cordeiro), para que lhes assista o direito à árvore da vida, e entrem na cidade pelas portas.” (Ap 22.14)

Todos os incrédulos e pecadores impenitentes continuam com a roupa suja das iniqüidades do velho homem. Estes não entrarão na nova Jerusalém pela porta, mas ficarão do lado de fora. Só o cristão penitente tem a vestidura branca do novo homem, pois ele crê que o "sangue de Jesus Cristo lhe purifica de todo pecado". No final de Apocalipse, Jesus relembra a João sobre a árvore do Éden, a árvore da vida. O pecado nos retirou da árvore da vida, já que o homem foi expulso do paraíso (Gn 3.23,24); Mas, Cristo nos reconduz à árvore da vida. A árvore da vida simboliza a felicidade da vida eterna.

O cristão limpo herdará a vida eterna, pois foi lavado no sangue do Cordeiro e ele entrará na cidade celestial pelas portas, porque de todas passou pela principal, Jesus, Jesus é a porta do Reino de Deus!

Quem são os sete bem-aventurados de Apocalipse?

O primeiro bem-aventurado é o cristão Devocional!

O segundo bem-aventurado é o cristão fiel!

O terceiro bem-aventurado é o cristão vigilante!

O quarto bem-aventurado é o cristão chamado!

O quinto bem-aventurado é o cristão ressurreto!

O sexto bem-aventurado é o cristão praticante!

O sétimo bem-aventurado é o cristão limpo!

A estes cristãos bem-aventurados, felizes e abençoados, o Senhor também encoraja, estimula e promete sob a perspectiva de "o tempo estar próximo": Regozijai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus!

"E Eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras". (Ap 22.12)


Pr. Flavio Muniz





Um comentário:

  1. Paz meu amado tb com vc.
    Amei seu blog tremendo
    Aproveita da uma olhado no meu ok.
    http://pastoresnetwok.ning.com | http://prceliolima.blogspot.com

    ResponderExcluir

Conteúdo de qualidade

Palavra de Nova Vida - Pr. Flavio Muniz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...