sexta-feira, 1 de abril de 2011

Ah! Se não fosse o Senhor!


“Não fosse o Senhor, que esteve ao nosso lado,  Israel que o diga;  não fosse o Senhor, que esteve ao nosso lado,  quando os homens se levantaram contra nós,  e nos teriam engolido vivos,  quando a sua ira se acendeu contra nós;  as águas nos teriam submergido,  e sobre a nossa alma teria passado a torrente;  águas impetuosas teriam passado  sobre a nossa alma.  Bendito o Senhor, que não nos deu  por presa aos dentes deles.  Salvou-se a nossa alma,  como um pássaro do laço dos passarinheiros;  quebrou-se o laço,  e nós nos vimos livres.  O nosso socorro está em o nome do Senhor,  criador do céu e da terra." (Salmos 124)


Um assunto sempre pra lá de atual é segurança. As empresas discutem formas de trazer mais segurança para ela e para os seus clientes. O Estado que vive há muito tempo uma crise de segurança, tenta a cada dia criar formas de resolver o problema da segurança. Os fabricantes de brinquedos estão sempre atualizando junto ao Imetro a capacidade de segurança de cada item. Nós mesmos não fazemos nada sem nos certificar da segurança: trancar as portas, desligar o ferro, fechar o gás. Quando saímos e quando voltamos do trabalho ou de nossas atividades, estamos sempre primando pela nossa segurança. Pensar em segurança é sempre sábio e importante, já que a segurança nos é útil em muitos aspectos.

Como vemos, a maioria das pessoas dão importância a segurança, e o motivo é óbvio, sabe qual é o motivo? Os perigos que nos rondam. Se não houvesse a possibilidade de perigos, de riscos, não haveria necessidade de segurança. Ex: O seguro de um carro – existe risco.

O que é um perigo? É uma situação ou uma conjuntura que nos ameaça, que nos amedronta, que tenta trazer incertezas para as nossas decisões diárias. E na vida é impossível vivermos sem a possibilidade do perigo. Viver também é símbolo de risco, de correr perigo, seja de vida, seja de perdas, seja de acidentes, seja de assaltos e etc..

A questão do perigo é uma só, pense comigo: Se eu me sinto seguro quanto a uma situação em minha vida, eu subestimo o perigo, mas se eu não me sinto seguro, eu prefiro não enfrentar tal situação com coragem, pois eu iria me arriscar muito. Dentro desse pensamento, podemos concluir que a grande questão do perigo gira em torno da segurança. Vivemos em determinados perigos e isso nos remete sempre a questionamentos, como: Quem é nossa segurança? E porque é nossa segurança? Ou seja, se temos certeza de segurança enfrentamos os perigos com coragem e autoridade, se não temos segurança, preferimos não arriscar muito.

No salmo que lemos (Sl 124): O salmista fala de alguns perigos que rondavam sua vida e a vida de seu povo. Porém, ele fala também daquele que lhes oferecia segurança, proteção e livramento. E de quem era aquele que lhes oferecia segurança, proteção e livramento.

Ele fala dos perigos:

1 – Homens que se levantaram, e que queriam os engolir ainda vivos (dominá-los completamente)
2 – Um maremoto, águas revoltas, torrentes furiosas.
3 – O perigo de sermos presas fáceis em meio às armadilhas, como os pássaros caem no laço do passarinheiro. (vs 6b).

Ele fala da sua segurança: “Ah! Se não fosse o Senhor, Israel que o diga”

1 – O Inimigo teria vencido e nos dominado por completo (segurança)
2 – As águas nos teriam submergidos (proteção)
3 – Seríamos presas fáceis para as armadilhas bem armadas (livramento)

O salmista termina no (vs 8) nos mostrando quem é sua segurança, e porque é sua segurança! “O nosso socorro está em o nome do Senhor, criador do céu e da terra." (Sl 124:8)

O nome do Senhor é sua segurança, ele é o seu socorro, porque criou o céu e a terra! Céu (Sl 121; 11.4; 104.2; 19.1), Terra (Sl 104.5; Is 6.3; Is 66.1; Ex 9.29)

O apóstolo Paulo era alguém que vivia em perigos constantes (2co 11.26). “em jornadas, muitas vezes; em perigos de rios, em perigos de salteadores, em perigos entre patrícios, em perigos entre gentios, em perigos na cidade, em perigos no deserto, em perigos no mar, em perigos entre falsos irmãos;"

A Bíblia fala de vários fatores que não podem nos separar do amor de Deus, e um desses fatores é justamente o perigo (Rm 8.32). " Quem nos separará do amor de Cristo? Será tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada?" 

Amado leitor: Deus é a nossa segurança (Pv 3.25,26; Pv 29.25; Sl 91.4)

“Não temas o pavor repentino, nem a arremetida dos perversos, quando vier.  Porque o Senhor será a tua segurança  e guardará os teus pés de serem presos." (Pv 3:25-26)

“Quem teme ao homem arma ciladas,  mas o que confia no Senhor está seguro." (Pv 29:25)

" Cobrir-te-á com as suas penas,  e, sob suas asas, estarás seguro;  a sua verdade é pavês e escudo." (Sl 91:4)

Sinta-se seguro por esta verdade em meio aos perigos e que Deus te abençoe rica e abundantemente,

Pr. Flavio Muniz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conteúdo de qualidade

Palavra de Nova Vida - Pr. Flavio Muniz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...