sexta-feira, 15 de outubro de 2010

A hora de te encontrar - parte 2

Na Bíblia eu encontro diversos personagens que tinham ocupações, que tinham sonhos, que tinham objetivos, mas que não abriam mão do relacionamento íntimo e contínuo com Deus:

3) A Bíblia me mostra Davi (hb. O amado) (1Sm 16.13)

Era o caçula dos oito filhos de Jessé o belemita. Sua história começa quando ele é ungido rei de Israel sem praticamente ninguém saber. Resolve lutar contra o gigante Golias, ele vence em nome do Senhor dos Exércitos. E apartir daí ele não imaginaria como sua vida iria mudar. Ele veio a se tornar o maior e melhor Rei que Israel teve, segundo a opinião de muitos eruditos. Sua vida foi uma mistura de guerras, vitórias, temores, ciúmes, salmos e a alma na presença de Deus. Não há como relatarmos todos os seus feitos bons ou ruins, porém eu gostaria de refletir sobre alguns episódios na vida de Davi:


a) O ciúme de Saul (1Sm 18.6-9)

Depois que Davi mata Golias, ele se torna amigo de Jônatas filho de Saul e sua fama corre por todo Israel e as mulheres cantavam “Saul feriu os seus milhares e Davi os seus dez milhares”. O povo estava feliz com o seu novo herói de guerra, Davi com esta experiência estava muito mais confiante no seu Deus e servia ao seu Rei (Saul) (1Sm 18.5).
Porém Saul se indignou e ficou com ciúmes e passou a ver Davi não mais com bons olhos. Um espírito maligno se apossou dele. E ele separou a Davi para ações militares isoladas e intentou matá-lo por diversas vezes, com lança, com armadilhas, inclusive usando sua filha, porém não conseguiu. Certa vez Davi entrou numa caverna com seus 400 homens no deserto de En-Gedi Saul o perseguiu e veja o que aconteceu (1Sm 24.1-13).

Davi tinha como prática de vida, obedecer a Deus e as autoridades constituídas. E olha que ele tinha motivos para estraçalhar Saul, e como tinha! Davi obedecia porque não queria perder a comunhão com o seu Deus e a unção que estava sobre ele. Desde cedo ele aprendeu que obediência é um sacrifício que Deus recebe como aroma agradável!

Ø Será que estamos obedecendo a Deus de verdade e as suas autoridades constituídas? Se estamos, porque estamos obedecendo? Por interesse? Ou pelo simples fato de que é melhor obedecer porque Deus disse?

b) A queda de Davi com Bate Seba (2Sm 11. 1-5)

Este episódio foi realmente lamentável na vida e no ministério de Davi, pois este pecado abriu a porta para um outro pecado. A Bíblia diz que “um abismo chama outro abismo”. Davi possui Bate-Seba e ainda por cima mandou matar Urias o heteu, seu marido. Davi tinha o reino, gozada de um bom relacionamento com Deus, tinha muitas mulheres, porque então querer logo a mulher de Urias.

Na verdade Davi se descuidou, não vigiou, subestimou sua carne e deu no que deu, uma mancha que aos olhos da humanidade jamais se apagará, mais que aos olhos de Deus se apagou. O final da história nós conhecemos. Natã repreende em nome do Senhor o pecado de Davi e ele ao contrário do que fez Saul matando os sacerdotes do Senhor, ele se humilha e se arrepende e busca a Deus através do jejum e da oração. Já que Deus lhe disse que seu filho com Bate-Seba iria morrer. Ele passou 7 dias em oração e jejum.

Ø  Davi aprendeu com esta experiência que com Deus não se brinca! O pecado Deus perdoa, mas a conseqüência do pecado permanece.

Porém isto serviu para que Davi se quebrantasse, mostrando que lá no seu íntimo ele continuava amando a Deus, guardando os seus preceitos e ainda querendo muito obedecer os seus mandamentos!

Ø Deus não queria que Davi pecasse, porém apartir desse dia Davi se matriculou na escola de Jeová. E passou a aprender mais com Deus e com a sua Palavra. Davi estava passando de classe e aprendendo a ver o que agrada a Deus e o que desagrada. Como Deus nos trata, como ele é, como ele sente. Davi é conhecido como o homem segundo o coração de Deus!

Quantas vezes Davi teve que aprender algo novo com Deus!

O que tem acontecido em sua vida cristã? Experiências deste tipo? Ou quem sabe até piores? O que você tem aprendido com Deus?

Você já aprendeu a obedecer de verdade e a se arrepender de verdade. Você tem trilhado pelo caminho do quebrantamento e da humildade. Já percebeu que você não é tão espiritual assim quanto pensa que é. Já percebeu que precisa da graça e da misericórdia, se não você padece. Já aprendeu que não adianta viver com uma capa de crente, jeito de crente e roupa de crente, não sendo crente. Davi tirou a capa, rasgou suas vestes e se voltou para Deus!


Uma oferta que agrada, obediência ao chamado, obediência a Deus e arrependimento sincero. Esses quatro elementos nos fazem amar mais a Deus do que as outras coisas. Esses 4 elementos nos impulsionam a nos jogar nos braços de Deus, a ter prazer em viver um romance com Deus e não simplesmente um breve namoro. Esses quatro elementos representam o graveto da grande fogueira que nos deixa acesa a chama do amor por Deus, por sua palavra, por seu reino, por sua igreja.

Esses quatro elementos são pontes para o nosso encontro diário com Deus!

Que seu encontro com Deus seja diário,

Pr. Flavio Muniz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conteúdo de qualidade

Palavra de Nova Vida - Pr. Flavio Muniz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...