terça-feira, 28 de junho de 2011

Só um homem chamado por Deus poderia ser um pastor

Recebi por e-mail essa linda reflexão, e desde já agradeço ao seu autor por ter me abençoado com esta rica leitura. Que Deus abençoe todos os verdadeiros e fíéis pastores do nosso Brasil!

O que levaria um homem deixar tudo ao seu redor e dedicar-se ao ministério da Palavra que não é outra coisa se não cuidar de pessoas (as ovelhas do Senhor)? Não é fácil estar à frente de uma igreja assumindo semanalmente o púlpito e ter que falar as verdades do Senhor (temos que agradar somente a Ele) e ao mesmo tempo ser compreendido pelas pessoas que muitas das vezes não desejam ouvir o que precisam, mas o que acham ser o melhor para elas. Só mesmo um homem chamado por Deus poderia suportar isso.


É difícil imaginar alguém abrir mão dos próprios sonhos para viver os sonhos de Deus e passar a vida toda sendo comparado a algumas pessoas que roubam, matam, são oportunistas, charlatões e que usam de má fé para com a sociedade. Existem pastores e PASTOR, mas é muito mais fácil para a sociedade achar que todos são iguais. Pior mesmo é conviver com pessoas que estão dentro das igrejas e se prestam ao papel de tratar seus pastores da mesma forma. Só mesmo um homem chamado por Deus poderia conviver com isso.
Você se imagina dedicando todo seu tempo para recuperar um ser humano totalmente destruído (essa é a realidade de muitos que chegam a igreja de Cristo) profissional, moral, física, psicológica e espiritualmente e depois de meses de dedicação esse ser humano após conseguir o que deseja sai da igreja e às vezes nem mesmo te procura para dizer tchau? Só mesmo um homem chamado por Deus poderia lidar com isso.

Quem suportaria ir ao púlpito várias vezes por semana durante o mês e a cada ministração da Palavra imaginar que uma ou outra pessoa fica em casa ou com “amigos” criticando uma ou outra frase que foi falada esquecendo-se do todo que Deus falou através da vida daquele corajoso que deixou tudo por amor a Cristo? Quem suportaria estar pastor numa comunidade onde alguns que se acham os donos da verdade (estão fechados para o novo de Deus) e querem pastores que sejam discípulos de Wesley ou Calvino ao invés de um discípulo de Cristo no púlpito? Não é esta uma grande verdade no meio que vivemos hoje onde muitos homens de Deus são mais discípulos de teólogos do passado do que teólogos atuais que se propõem a serem discípulos de Jesus? Só mesmo um homem chamado por Deus poderia suportar tudo isso. Que tipo de homem seria capaz de conviver com a dor de durante meses ou ano ser visto por alguém como uma benção em sua vida, família e negócios e de uma hora para outra porque este alguém se viu não contemplado por uma palavra ou decisão do pastor passa a ter o mesmo como um desafeto ou algo parecido. Só mesmo um homem chamado por Deus poderia sobreviver a isso.   

Que tipo de homem deixaria de ter uma carteira assinada numa grande empresa ou mesmo ser dono de seu próprio negócio para viver como pastor dependendo totalmente de Deus que sustenta a Sua igreja através da fé e do amor de suas ovelhas (dízimos e ofertas)? Quem conseguiria viver assim quando muitas ovelhas deixam de entregar seus dízimos e ofertas (tornam se infiéis a Deus e prejudicam a si próprio) como retaliação ao homem que Deus colocou na igreja e como atitude de reprovação por uma decisão tomada por este homem de Deus? Só mesmo um homem chamado por Deus.

Qual ser humano conseguiria sobreviver cumprindo o que Jesus ensinou dizendo sempre sim, sim ou não, não para as pessoas e recebendo dessas mesmas pessoas palavras de sim, sim ou não, não, mas atitudes que demonstram serem suas palavras uma falsidade para com a igreja ou para com o homem de Deus.  Quem suportaria tamanha dor? Só mesmo um homem chamado por Deus.

Quem conseguiria conviver suportando em amor uma pessoa que pensa e age diferente o tempo todo? Pessoas que demonstram durante o culto rejeitar a liturgia da igreja e as vezes os próprios sermões do pastor? Enquanto que uma ovelha intolerante para com seu pastor simplesmente vira as costas para a igreja e para seu pastor porque pensa diferente e sai da igreja, ele o pastor, permanece no púlpito mesmo sabendo ser rejeitado por uma ou mais pessoas, mas suportando em amor permanece firme.  

Quem é capaz de suportar uma vida assim? Só mesmo um homem chamado por Deus. Só mesmo um homem chamado por Deus será capaz de permanecer firme até o fim sabendo que o seu trabalho não é em vão no Senhor. Muitos homens de Deus estão sendo massacrados por membros de igrejas que se acham acima do bem e do mal. Infelizmente alguns pastores estão vivendo com depressão, síndrome do pânico, alguns enfartaram em pleno púlpito, outros morreram de desgosto tudo por amor a obra de Cristo que nos chamou para servir e servir com amor incondicional.

Às famílias de muitos desses homens de Deus que hoje dormem no Senhor ou que estão afastados do ministério por problemas de saúde eu dedico esta simples homenagem e expresso a minha gratidão a Deus por vocês que abriram mão de ter o pai, o marido, o filho ou irmão mais presente na vida de vocês para que o mesmo pudesse servir ao Senhor com alegria.   

Às igrejas que possuem o privilégio de terem seus pastores (muitas não podem ter um) que o ame, cuide dele e de sua família. Chorem com ele, se alegrem com ele e se dediquem a obra com ele. Eu não conheço uma pessoa que tenha se levantado contra um pastor que seja abençoado ou uma igreja que tenha sido injusta com um de seus pastores que viva um ministério bem sucedido. Mas conheço muitas ovelhas que quanto mais cuidam, amam e servem seus pastores são abençoadas em tudo que fazem. Conheço igrejas que são bem sucedidas em tudo que fazem e todas essas igrejas de sucesso são igrejas que sabem honrar, amar e cuidar de seus pastores e familiares.

A você amado pastor em pleno exercício do ministério, eu não sei o segredo do sucesso de um pastor enquanto pastor, mas como alguém já disse no passado eu posso imaginar que o segredo do insucesso é querer agradar a todos ao mesmo tempo. Se isso for útil a você caro colega procure agradar a Deus em tudo e em todo o tempo, ame sua família e procure cuidar dela, pois depois de Deus ela deve ser sua prioridade e em terceiro lugar dê o melhor de sua vida para o ministério que Deus confiou a você sabendo que não existe nenhum cargo político ou administrativo mais importante e mais nobre do que ser chamado para ser pastor do rebanho do Senhor.

Que Deus abençoe muito e sempre o autor deste texto,

Pr. Flavio Muniz

Fonte: recebido por e-mail de um amigo pastor.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conteúdo de qualidade

Palavra de Nova Vida - Pr. Flavio Muniz

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...